Maria Fernandez BLW Tartaruguita

Proteger a Amamentação: Uma Responsabilidade de Todos - Dicas para amamentação em viagem.

Hoje começa a Semana Mundial de Aleitamento Materno de 2021, que celebramos de 1 a 7 de agosto, em comemoração da Declaração de Innocenti de 1990. O tema deste ano concentrar-se-á em como a amamentação contribui para a sobrevivência, saúde e bem-estar de todos, e o dever de a proteger, em todo o mundo. 

A Amamentação é um imperativo de saúde pública, que também precisa ser protegido. Proteger a amamentação em todos os níveis é responsabilidade de todos!

De uma forma global, a grande maioria das mulheres está a optar por amamentar os seus bebés, mas, infelizmente, muitas não podem amamentar durante o tempo que desejariam. Existem barreiras e desafios mesmo em ambientes favoráveis ao aleitamento materno.

Neste sentido, hoje passei aqui para apoiar as mães que querem amamentar, trazendo algumas dicas que podem ser úteis, em viagem.

Sei que muitas famílias estão a viajar nesta altura do ano e sabem que existem muitos desafios na amamentação… e sim, também quando vamos viajar!

Problemas como obstruções e mastites aumentam, em época de viagem — e sabem por que tal acontece?

    • Mães muito ocupadas com os preparativos, as malas, as refeições…;
    • Mudança de rotinas porquanto estamos em viagem ou numa casa que não é a nossa;
    • Ansiedade por ter de alimentar os bebés à frente de outras pessoas, fora da nossa casa.

O que é uma mãe que amamenta pode fazer para evitar que isto aconteça?

    1. Se estiverem em viagem, parar com frequência é uma boa recomendação da segurança rodoviária em geral, mas faz ainda mais sentido para quem está a amamentar. Por isso, vamos tirar o bebé do ovo e tentar responder às suas necessidades no momento: trocar-lhe a fralda, alimentá-lo, dar-lhe colinho do bom… e seguir viagem.
    2. Estar atentos aos intervalos entre mamadas, e continuar a oferecer as maminhas em livre demanda, evitando assim que fiquem muito cheias.
    3. As pessoas que nos rodeiam apoiam verdadeiramente a amamentação? Se a resposta é negativa…existe a possibilidade de arranjar um cantinho mais privado? Silencioso? Isto acaba por promover o descanso e a conexão com o nosso bebé. Se, pelo contrário, o que pretendemos é normalizar a ideia da amamentação em público e sentimo-nos ok a amamentar no restaurante ou à frente da família mais alargada…força aí!
    4. Estar atentos às nossas necessidades: a mastite pode ser um sinal do nosso organismo a dizer que estamos a fazer coisas a mais. Será possível, nestes dias, tentar arranjar algum tempo da nossa agenda frenética para descansar?

E como cuidar das maminhas quando há suspeita de obstrução ou mastite?

    • Usar o relaxamento e a massagem para ajudar o leite a fluir.
    • Drenar a mama com frequência e lembrar que a bomba perfeita é o nosso bebé.
    • Tomar os anti-inflamatórios que o médico tenha prescrito, e fazer frio local no final da mamada pode ajudar com a infamação e o desconforto.

E, finalmente… há situações em que precisamos do apoio presencial do profissional que nos acompanha. Se sentem que existem dificuldades, não hesitem em pedir ajuda de um consultor de lactação

Artigos Recentes
Adicionar-me Vamos informá-lo(a) quando o produto estiver em stock. Por favor deixe o seu endereço de email abaixo.